• EN
  • Facebook
  • Instagram
Você está em: Início > Cursos > Docente da Escola Superior de Desporto de Rio Maior participa em artigo sobre carreira do jogador de futebol português.

Docente da Escola Superior de Desporto de Rio Maior participa em artigo sobre carreira do jogador de futebol português.

 

O artigo, inserido no Doutoramento do futebolista Ricardo Monteiro (Tarantini), sob orientação do Prof. Doutor Bruno Travassos, aborda "Um tema vanguardista que visa alertar para a problemática do pós-carreira e as complicações a todos os níveis que os jogadores de futebol sofrem...". Nas palavras da FPF, "... este artigo foi realizado com a colaboração de investigadores de instituições prestigiadas...", o que, para a ESDRM é motivo de grande orgulho, sendo o docente e investigador, Prof. Doutor Diogo Monteiro, co-autor do mesmo.

O artigo está disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1747954120923198?journalCode=spoa

Nas palavras do investigador da #ESDRM e CIDESD, Prof. Doutor Diogo Monteiro, "Este trabalho inserido no Doutoramento do Ricardo Monteiro (Tarantini), sob a orientação do Prof. Doutor Bruno Travassos da Universidade da Beira-Interior e do Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano (CIDESD), constitui-se como um trabalho pioneiro na identificação de aspetos chave da transição e qualidade do términus da carreira desportiva no futebol. Um tema vanguardista que visa alertar para a problemática do pós-carreira e as complicações a todos os níveis que os jogadores de futebol sofrem, fruto de não existir um planeamento prévio da carreira desportiva. Não obstante, foi um gosto grande poder contribuir com o meu conhecimento quer do ponto de vista conceptual quer do ponto de vista analítico para o desenvolvimento deste trabalho e consequentemente aumentar o conhecimento na área das Ciências do Desporto, sobre um tema ainda pouco explorado. O trabalho está ainda numa fase de desenvolvimento e contamos brevemente ter mais indicadores, entre os quais, as variáveis que mais contribuem para a previsão da idade da retirada do atleta. Por fim, realçar que estes trabalhos são muito úteis do ponto de vista prático, uma vez que permitem identificar possíveis estratégias para melhorar a qualidade da retirada e alertar os futebolistas para a importância de um planeamento e de uma gestão de carreira sólida".

Artigo da FPF AQUI